Nossas Soluções

Quem confia em nós

Blog

Entre em Contato

E solicite uma AVALIAÇÃO GRATUITA DA SUA EMPRESA NA INTERNET!

Siga-nos Instagram

Hoje em dia é muito evidente que as redes sociais estão no centro das atenções, muitos empresários tem investido massivamente nas redes sociais e outros nem tanto. Mas precisamos entender que as redes sociais são apenas um caminho para levar o seu cliente até você e não necessariamente estar nas redes sociais se traduzirá em venda. Calma que já explicamos!

Quando as redes sociais surgiram o objetivo principal era reunir pessoas que tivessem algo em comum, para matar a saudade, compartilhar ideias, fotos, ou seja, dividir a vida com pessoas importantes. E faz todo o sentido que sua marca esteja inserido nesse contexto, pois marcas fazem parte da vida das pessoas. Mas vender de forma direta nas redes sociais não é um bom caminho, pois as pessoas que estão ali, geralmente não estão interessadas em comprar, elas querem se relacionar, se entreter, ver algo divertido e que faca sentido. 
Isso quer dizer então que o meu canal de vendas deve ser o e-commerce? Sim e não, isso vai depender do tipo de produto/serviço que você trabalha. Se sua empresa for da área de varejo, por exemplo,sim.

Faz todo o sentido para quem é varejista ter um e-commerce/loja virtual uma vez que são plataformas onde você consegue controlar 100% não estando sujeito a regras impostas pelos donos das plataformas. 
Mas e se o meu negócio for uma consultoria que precisa ser negociada corpo a corpo com o cliente? Nesse caso o e-commerce ou loja virtual não se enquadra, mas sim um site otimizado.

Viu como vender hoje na internet é simples e ao mesmo tempo complexo?! Para ser bem sucedido é preciso entender qual a ESTRATÉGIA certa para o público do seu negócio. 😉

E você, como tem vendido na internet? Somente pelas redes sociais ou usa um e-commerce em conjunto com elas? Conte aqui pra gente aqui nos comentários.
Hoje em dia é muito evidente que as redes sociais estão no centro das atenções, muitos empresários tem investido massivamente nas redes sociais e outros nem tanto. Mas precisamos entender que as redes sociais são apenas um caminho para levar o seu cliente até você e não necessariamente estar nas redes sociais se traduzirá em venda. Calma que já explicamos! Quando as redes sociais surgiram o objetivo principal era reunir pessoas que tivessem algo em comum, para matar a saudade, compartilhar ideias, fotos, ou seja, dividir a vida com pessoas importantes. E faz todo o sentido que sua marca esteja inserido nesse contexto, pois marcas fazem parte da vida das pessoas. Mas vender de forma direta nas redes sociais não é um bom caminho, pois as pessoas que estão ali, geralmente não estão interessadas em comprar, elas querem se relacionar, se entreter, ver algo divertido e que faca sentido. Isso quer dizer então que o meu canal de vendas deve ser o e-commerce? Sim e não, isso vai depender do tipo de produto/serviço que você trabalha. Se sua empresa for da área de varejo, por exemplo,sim. Faz todo o sentido para quem é varejista ter um e-commerce/loja virtual uma vez que são plataformas onde você consegue controlar 100% não estando sujeito a regras impostas pelos donos das plataformas. Mas e se o meu negócio for uma consultoria que precisa ser negociada corpo a corpo com o cliente? Nesse caso o e-commerce ou loja virtual não se enquadra, mas sim um site otimizado. Viu como vender hoje na internet é simples e ao mesmo tempo complexo?! Para ser bem sucedido é preciso entender qual a ESTRATÉGIA certa para o público do seu negócio. 😉 E você, como tem vendido na internet? Somente pelas redes sociais ou usa um e-commerce em conjunto com elas? Conte aqui pra gente aqui nos comentários.
Terreno alugado no Marketing Digital vale a pena?
.
Antes de responder a essa pergunta, precisamos entender o que é e onde fica esse terreno alugado? Esse terreno alugado nada mais é do que as contas que criamos e alimentamos todos os dias com fotos, videos textos e muito mais, nas rede sociais como Facebook, Instagram, Twitter e por aí vai. .

Assim como o Orkut, MSN, MYSPACE, ICQ e por aí vai, que uma dia também foram grandes redes sociais, mas que com o tempo foram perdendo força e desapareceram junto com centenas de pessoas que curtiam ou seguiam marcas e produtos de empresas nessas redes sociais.
.
Mas e qual o mal há em construir nossa marca em terreno alugado? O mal é que todos os dias tanto o Facebook quanto as outras redes sociais, reduzem dia após dia o alcance do seu conteúdo, mudam regras, algoritmo e por aí vai. Você fica sujeito a tudo o que a rede social define ser o melhor pra ela. Ou seja, do dia para noite, você pode perder todos os seus fans. .

Isso quer dizer que devemos deixar de usar as redes sociais para promover nosso produto? De maneira nenhuma, na verdade incentivamos cada dia mais usar essas plataformas para se conectar com sua audiência e público, porém como parte integrada de uma estratégia de marketing digital. Onde você leva sua audiência a outros canais que você tem, como  sites, landinpage onde de fato você tem controle total sobre o que acontece, o que deve mostrar para o seu cliente e por aí vai. .

Por isso ao usar as redes sociais, não caia na armadilha do terreno alugado, procure sempre ter uma casa própria para sua marca, como um site, um blog ou mesmo um e-commerce, enfim leve seu cliente para onde é seguro. .

Afinal nunca saberemos quando o dono da bola pode pedir ela de volta não é mesmo😉👍
.
Se gostou desse texto compartilhe com seus amigos e os ajude a entender um pouco mais sobre como evitar a armadilha do terreno alugado.
Terreno alugado no Marketing Digital vale a pena? . Antes de responder a essa pergunta, precisamos entender o que é e onde fica esse terreno alugado? Esse terreno alugado nada mais é do que as contas que criamos e alimentamos todos os dias com fotos, videos textos e muito mais, nas rede sociais como Facebook, Instagram, Twitter e por aí vai. . Assim como o Orkut, MSN, MYSPACE, ICQ e por aí vai, que uma dia também foram grandes redes sociais, mas que com o tempo foram perdendo força e desapareceram junto com centenas de pessoas que curtiam ou seguiam marcas e produtos de empresas nessas redes sociais. . Mas e qual o mal há em construir nossa marca em terreno alugado? O mal é que todos os dias tanto o Facebook quanto as outras redes sociais, reduzem dia após dia o alcance do seu conteúdo, mudam regras, algoritmo e por aí vai. Você fica sujeito a tudo o que a rede social define ser o melhor pra ela. Ou seja, do dia para noite, você pode perder todos os seus fans. . Isso quer dizer que devemos deixar de usar as redes sociais para promover nosso produto? De maneira nenhuma, na verdade incentivamos cada dia mais usar essas plataformas para se conectar com sua audiência e público, porém como parte integrada de uma estratégia de marketing digital. Onde você leva sua audiência a outros canais que você tem, como sites, landinpage onde de fato você tem controle total sobre o que acontece, o que deve mostrar para o seu cliente e por aí vai. . Por isso ao usar as redes sociais, não caia na armadilha do terreno alugado, procure sempre ter uma casa própria para sua marca, como um site, um blog ou mesmo um e-commerce, enfim leve seu cliente para onde é seguro. . Afinal nunca saberemos quando o dono da bola pode pedir ela de volta não é mesmo😉👍 . Se gostou desse texto compartilhe com seus amigos e os ajude a entender um pouco mais sobre como evitar a armadilha do terreno alugado.